Aula de Yoga, Benefícios do yoga, Corpo & mente, Método Iyengar Yoga, Sistema imunológico, Yoga no dia-a-dia

Uma outra terapia: Iyengar Yoga com Lois Steinberg

Atenção médicos, fisioterapeutas, psicólogos, eis como Iyengar Yoga é capaz de tornar nosso mundo melhor.
O mundo está mudando a cada dia numa velocidade também progressivamente nova. As crianças que nascem hoje chegam de maneira muito mais estimulada desde sua primeira abertura de olhos.

As formas de terapia não são excessão. O Senhor Iyengar presenteou este século com seu genial método que, entre outras qualidades, potencializa o aspecto terapêutico dos Yogasanas.  

Abaixo alguns insights sobre a fala de Lois Steinberg neste video.

Sabemos que o objetivo principal do Yoga é liberação, ou seja, eliminação de obstáculos que nos impedem de nos desenvolver. A partir deste ponto de vista, todo tipo de Yoga, se praticado e ensinado com propósitos e técnica nobres, poderia ser considerado terapia, mesmo sem esta intenção prioritária, pois atua em inúmeros níveis da consciência humana. 

Então se alguém vem procurar uma aula de Yoga porque tem dores ou doença  no corpo físico, é também legítimo oferecer Yogasanas como tratamento, pois serão capazes de ajudar a eliminar aqueles obstáculos em busca de uma consciência límpida e elevada.

Lois Steinberg é PhD e não só investigou cientificamente as práticas terapêuticas de Iyengar Yga como escreveu três livros a respeito. E nos diz que muitas vezes não sabemos exatamente porque uma determinada variação de um Asana funciona tão bem para determinada demanda pessoal de um praticante. Muita gente diz que parece milagre. Mas não se trata de milagre. Não seria justo dizer que é um milagre, pois muito estudo e trabalho têm sido investidos na ciência do Iyengar Yoga. Então não se trata de um milagre, mas do fato de cada indivíduo ser um universo particular com inúmeras combinações que se combinarão com aquele Asana de modo diferente de outro indivíduo qualquer, então temos que desenvolver, como professores, a capacidade de observar e sentir os tecidos ao tocar um praticante: pele, músculos e ossos, a reação imediata do ritmo respiratório quando o tocamos ou aplicamos determinado ajuste, isso tudo é informação importante. Temos que aprender a nos afastar, adquirir a visão global daquele praticante, observar e então interferir.

Isto é atuar de forma terapêutica responsável.
 


Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s